Joelho - Artroscopia

O joelho é uma das articulações mais importantes do nosso corpo, pois além de ter uma função importante na nossa marcha, é composto por estruturas nobres como os ligamentos e meniscos que ao se romperem, causam enormes transtornos como dor e sensação de instabilidade.
Ao contrário do que muitos imaginam, uma lesão de menisco não é um “privilégio” dos atletas de alto nível de competição.
Pessoas de vida sedentária que praticam o chamado ”esporte de final de semana” estão mais propensos a ter uma lesão interna no joelho, por não estarem com o preparo físico-muscular apropriado.
Os idosos tem sido objeto de estudos frequentes por nós, pois sabemos que os meniscos perdem a  elasticidade com o seu envelhecimento, acabando por se romper espontaneamente ou aos mínimos esforços. Até há bem pouco tempo atrás, eram tratados como “dor de artrose”, porém com advento da ARTROSCOPIA, pudemos mudar este conceito melhorando em muito a condição de vida dos nossos velhinhos.

Osteoporose o grande vilão na fratura do colo de fêmur no idoso

A osteoporose é uma doença sistêmica caracterizada por diminuição da massa óssea e comprometimento da microarquitetura ossea.
No idoso a osteoporose se apresenta como fator associado a 75% das fraturas decorrente de trauma de baixa energia como a queda da própria altura.
No USA a incidência anual de fratura excede 1,5milhão sendo sua maioria por trauma de baixa energia incluindo 300 mil fraturas do fêmur proximal, 250 mil do radio distal, e 300
mil de ósseos osteoporóticos.
Considerando que os idosos fazem parte do grupo populacional que mais cresce, em todo mundo, e que o envelhecimento esta diretamente relacionado com a diminuição da massa óssea e conseqüente ao aumento do risco de fraturas; a osteoporose tem se tornado um dos problemas de saúde publica mais importante do mundo, com prejuízos sociais e econômicos em constante crescimento.

Rua Dr Pereira dos Santos, 14 - Tijuca - Praça Saens Peña - RJ - CEP: 20521-170
Tel/FAX: (21) 3621-7777